EFEITO DA REMOÇÃO DE INDIVÍDUOS REGENERANTES NA DINÂMICA DO BANCO DE PLÂNTULAS EM COMUNIDADES DE VEGETAIS

Conteúdo do artigo principal

Felipe Turchetto
Maristela Machado Araujo
Adriana Maria Griebeler
Rafael Marian Callegaro
Fabiano de Oliveira Fortes
Jessé Calletti Mezzomo

Resumo

O uso do banco de plântulas da floresta é indicado para produção de mudas de espécies importantes, porém de difícil propagação, para determinada tipologia florestal. No entanto, intervenções como a retirada de indivíduos regenerantes da floresta podem influenciara composição e a estrutura da comunidade de plantas, devendo ter seus impactos previamente estudados. Dessa forma, o presente estudo objetivou identificar os impactos da remoção de plântulas sob a regeneração natural de uma comunidade florestal, bem como caracterizar a dinâmica do banco de plântulas três anos após intervenção antrópica. O experimento foi conduzido no delineamento blocos ao acaso, sendo os tratamentos compostos por cinco intensidades de remoção de indivíduos do banco de plântulas (0, 25, 50, 75 e 100% de remoção) e realizadas avaliações a cada 3 meses, por um período de 3 anos. Foram mensurados todos os indivíduos do componente arbustivo-arbóreo com altura entre 5 e 55 cm. Os dados obtidos foram analisados quanto ao impacto causado pela remoção dos indivíduos e a influência dos elementos ambientais sobre a comunidade de plântulas. Após três anos de observações constatou-se que a vegetação do componente arbóreo-arbustivo apresentou capacidade de resiliência posterior a remoção dos indivíduos regenerantes. De maneira geral, a remoção de até 50% dos indivíduos não interfere na dinâmica da comunidade vegetal, podendo assim ser utilizada para espécies que apresentam elevada densidade de indivíduos no banco de plântulas. A sazonalidade climática direciona a dinâmica do banco de plântulas em comunidades vegetais, no entanto esta influência é dependente do nível de intervenção antrópica a qual a área foi submetida.


Palavras-Chave: Regeneração natural; Resiliência florestal; Remoção de plântulas

Detalhes do artigo

Como Citar
Turchetto, F., Araujo, M. M., Griebeler, A. M., Callegaro, R. M., Fortes, F. de O., & Mezzomo, J. C. (2023). EFEITO DA REMOÇÃO DE INDIVÍDUOS REGENERANTES NA DINÂMICA DO BANCO DE PLÂNTULAS EM COMUNIDADES DE VEGETAIS. Revista Árvore, 47, https://doi.org/10.1590/1806–908820230000017. Recuperado de https://revistaarvore.ufv.br/rarv/article/view/263523
Seção
Artigos Cientificos - Manejo