TRAÇOS HIDRÁULICOS DE Jacaranda copaia (Aubl.) D. Don. (Bignoniaceae) NO SUDOESTE AMAZÔNICO

Conteúdo do artigo principal

Renata Teixeira de Oliveira
João Antônio Rodrigues Santos
Martin Acosta Oliveira
Julia Valentim Tavares
Patrícia Nakayama Miranda
Marcos Silveira

Resumo

As árvores transportam água do subsolo para a atmosfera através do processo de evapotranspiração. As mudanças climáticas podem comprometer significativamente esse processo devido a mudanças no uso da terra decorrentes, por exemplo, do desmatamento. O objetivo deste estudo foi caracterizar os atributos hidráulicos e anatômicos de Jacaranda copaia (Aubl.) D. Don (Bignoniaceae) no sudoeste da Amazônia brasileira. Para tanto, foi descrita a curva de vulnerabilidade do xilema desta espécie. A frequência e o diâmetro dos vasos do xilema e a densidade dos estômatos também foram medidos. Finalmente, um atributo hidráulico de Jacaranda copaia foi comparado a outras espécies em nível global, tropical e amazônico. Os achados mostram que, na região estudada, a espécie Jacaranda copaia possui lenhos de porosidade difusa e vasos numerosos (vasos médios variando de 8 a 14 nº/mm2) com diâmetros pequenos (<50µm) a médios (entre 100 e 200 µm). A densidade estomática média variou de 289 a 309 estômatos/mm2. A resistência hidráulica do xilema à embolia (Ψ50) variou de -0.814 a -2.400 MPa, com margens de segurança hidráulica relativamente estreitas (MSH50 variando de -0.312 a 1.122; MSH88 variando de 0.204 a 1.709). Em geral, os valores médios de Ψ50 detectados foram semelhantes a uma grande porcentagem de espécies arbóreas em nível global, tropical e amazônico. Possivelmente, a espécie estudada apresenta uma estratégia hidráulica mais “arriscada” (ou seja, margens de segurança hidráulica relativamente estreitas), devido ao seu caráter dinâmico de crescimento rápido, típico de espécies pioneiras.


Palavras-Chave: Densidade estomática; Características hidráulicas; Jacaranda

Detalhes do artigo

Como Citar
de Oliveira, R. T., Santos, J. A. R., Oliveira, M. A., Tavares, J. V., Miranda, P. N., & Silveira, M. (2023). TRAÇOS HIDRÁULICOS DE Jacaranda copaia (Aubl.) D. Don. (Bignoniaceae) NO SUDOESTE AMAZÔNICO. Revista Árvore, 47, https://doi.org/10.1590/1806–908820230000015. Recuperado de https://revistaarvore.ufv.br/rarv/article/view/263522
Seção
Artigos Cientificos - Manejo