AVALIAÇÃO DOS EFEITOS PREÇO, CÂMBIO E VOLUME NO CRESCIMENTO DAS RECEITAS DE EXPORTAÇÕES BRASILEIRAS DE PRODUTOS DE MADEIRA

Conteúdo do artigo principal

Jose Sawinski Junior
João Carlos Garzel Leodoro da Silva
Vitor Afonso Hoeflich
Ademilson de Souza Maciel

Resumo

O Brasil avançou em volume de exportação, mas não conseguiu aumentar preços ao longo da última década para os produtos de madeira. Este trabalho busca contribuir com o entendimento deste cenário destoante, avaliando o crescimento na receita das exportações brasileiras desses produtos durante dois períodos: 2011-2015 e 2016-2020, bem como, decompondo seus efeitos em preço, câmbio e volume. O método aplicado foi o shift-share, amplamente utilizado para identificar determinantes do crescimento econômico setorial e regional, sendo precursora a abordagem em análise de exportações do setor florestal. Foram analisadas séries históricas para 5 (cinco) categorias de produtos de madeira, com dados de exportação do Ministério da Economia. Utilizou-se a série histórica de taxa de câmbio nominal do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (IPEA). A taxa de câmbio efetiva real (TCR) seguiu a nota metodológica do IPEA. Todas as categorias de produtos analisadas apresentaram efeitos positivos em volume, para ambos os períodos, com maior proporção no segundo, sendo impulsionado pelo câmbio muito embora com perda em preço real, não conseguindo compensar a inflação. A única exceção foi com manufaturas de madeira, produto de maior valor agregado, que apresentou ganhos em volume, câmbio e preço. O efeito volume foi o mais relevante, em seguida o câmbio como reflexo da valorização do dólar frente ao real em face da taxa de câmbio e controle de inflação em termos dos efeitos divergentes no cenário nacional e internacional. O preço apresentou variações negativas na receita de exportação com queda ao longo do período. Além de valor agregado dos produtos exportados, estoques mundiais e níveis de consumo podem ter contribuído negativamente com este cenário, afetando todas as categorias de produtos exportados, exceto produtos manufaturados de madeira, única categoria que não refletiu tais justificativas.

Palavras-Chave: Exportação; Shift-share; Madeira.

Detalhes do artigo

Como Citar
Sawinski Junior, J., da Silva, J. C. G. L., Hoeflich, V. A., & Maciel, A. de S. (2023). AVALIAÇÃO DOS EFEITOS PREÇO, CÂMBIO E VOLUME NO CRESCIMENTO DAS RECEITAS DE EXPORTAÇÕES BRASILEIRAS DE PRODUTOS DE MADEIRA. Revista Árvore, 47, https://doi.org/10.1590/1806–908820230000003. Recuperado de https://revistaarvore.ufv.br/rarv/article/view/263461
Seção
Artigos Cientificos - Manejo